O que o cliente e o comerciante têm em comum quando estão buscando um lugar para fazer suas compras? Com certeza a resposta para essa pegunta é o preço baixo. Esta é uma tendência que nunca sai de moda, sobretudo em um momento de crise. Fazer pesquisas e encontrar o local que vende as mercadorias mais em conta é essencial para fazer o dinheiro render. E uma das últimas apostas do mercado é o chamado Atacarejo.

Já conhece este conceito ou é uma palavra inusitada para você?

Caso ainda não saiba do que se trata essa expressão, nesse post vamos explicar tudo sobre esta ideia de atacarejo e como você pode fazer economia com ela.

Por isso, continue lendo esse post e descubra:

  • Qual é o conceito de Atacarejo;
  • Como surgiu o Atacarejo;
  • Como o Atacarejo se expandiu no Brasil
  • Se realmente vale a pena investir nessa ideia;
  • E muito mais.

Confira!

Qual é o conceito de Atacarejo?

atacarejo

O termo Atacarejo é o resultado da junção das palavras atacado e varejo. A primeira significa a compra de um grande número de unidades do mesmo produto de uma vez só, como, por exemplo, comprar um fardo de cerveja.

Já a segunda é a denominação dada às compras de unidades avulsas de um produto. Utilizando a mesma situação anterior, significa comprar uma ou duas latas de cerveja daquele fardo.

Assim, ao juntar estes dois conceitos, surgiu a expressão Atacarejo. Ele é justamente uma opção de comércio que mistura estas duas modalidades e oferece o preço baixo característico do atacado.

Esta nova modalidade é muito vantajoso tanto para clientes comuns como para comerciantes.

Como surgiu o Atacarejo?

As redes de supermercados de atacados surgiram no Brasil em meados da década de 1970.

Nestes lugares, que são grandes galpões, os comerciantes de pequenos negócios (os chamados “mercadinhos”) sempre fizeram romarias, adquirindo toda a sorte de produtos em uma grande quantidade e pequeno preço.

Este tipo de compra possibilitava que eles revendessem aqueles produtos em seus negócios por um maior preço, obtendo o lucro desejado para sobreviver e manter o seu espaço aberto.

Porém, veio a crise e com ela a necessidade de apertar os cintos e encontrar formas de reduzir os gastos.

Como ninguém consegue viver sem comida e higiene, os clientes que até então freqüentavam os mercadinhos passaram também a ir aos atacados.

Este movimento se deu principalmente a partir de 2012, nas regiões mais pobres de São Paulo e Rio de Janeiro. É interessante notar que de lá para cá, o comércio varejista sofreu quedas de venda, enquanto o setor atacadista cresceu em torno dos 10%.

Veja também: Valor agregado do produto: Entenda como ele pode aumentar as suas vendas.

O principal público dos atacados ainda é o comerciante de um pequeno ou médio mercado, mas cada vez mais os clientes comuns estão freqüentando este espaço, fazendo com que haja algumas adaptações na estrutura deste tipo de estabelecimento para bem recebê-los também.

Como o Atacarejo se expandiu no Brasil

atacarejo

Após o surgimento dessa modalidade de consumo, várias empresas brasileiras começaram a investir no Atacarejo. Só para você ter uma ideia, só em 2015, o atacarejo no Brasil rendeu valores acima dos 250 bilhores de reais.

Várias marcas, sem grande expressividade ou expansão no resto do país, como é o caso da Spani Atacadista, resolveram apostar nessa ideia inovadora e os resultados foram impressionantes. No caso da Spani, essa empresa conseguiu elevar suas vendas em quase 100% nos últimos anos, mostrando assim, que o atacarejo é sim uma excelente opção para quem deseja não só expandir suas vendas, como também alcançar resultados consistentes em um curto espaço de tempo, e o melhor de tudo, sem grandes investimentos.

 

Vale a pena investir no Atacarejo?

Os preços no Atacarejo são mais baratos porque os produtos vendidos neste estabelecimento têm praticamente o custo de fábrica, pois parecem vender diretamente do estoque.

E para o cliente comum, fica a dúvida: É vantajoso comprar no Atacarejo?

O primeiro passo que deve ser dado ao cliente comum é comparar o quanto ele gastaria comprando em comércio de varejo e a soma das compras em um atacado.

Outro ponto é a sua disponibilidade de tempo para ir até estes lugares. Diferentemente de mercados ou supermercados, que podemos encontrar em praticamente todos os bairros, as unidades de atacado estão em menor número e estão localizadas em lugares específicos.

Assim, você precisa pensar se pode fazer deslocamentos até ele ou cogitar comprar uma quantidade razoável de certos produtos para não precisar ir com tanta freqüência.

Como estamos falando de grandes quantidades, deve-se pensar em como você fará este deslocamento. Mas, certamente ao final de sua análise, você perceberá que investir no Atacarejo é vantajoso, não só para as empresas, que tem uma elevação substancial nas vendas, como também os consumidores, que contam com preços bem mais acessíveis.

Atacarejo e seus valores imbatíveis

 atacarejo

Além disso, as redes de Atacarejo costumam estipular um preço para quem compra no atacado e outro para aquele que irá comprar no varejo.

No geral, os preços são imbatíveis para o pequeno ou médio comerciante, sendo o melhor espaço para abastecer seu empreendimento.

Já para as famílias, é algo que deve ser pesquisado. Às vezes o preço do varejo em um Atacarejo pode compensar por ser bem menor que a de um mercado comum ou se o grupo familiar for grande.

Além disso, dê preferência para compras de produtos com maior durabilidade, como os de higiene (pastas, sabonetes, xampus, etc); alimentos perecíveis (arroz, sal, feijão, dentre outros) e alguns que têm uma validade de prazo médio (biscoitos; barra de cereais, doces, etc).

Isto porque uma família geralmente não consome uma enorme quantidade de leite, por exemplo. Assim, por mais que seja barato em um Atacarejo, provavelmente você não conseguirá terminá-lo a tempo de não estragar.

Agora, além do preço mais competitivo, a modalidade de compra atacarejo também apresenta outros pontos que a tornam um grande diferencial hoje em dia, como:

  • Elevado volume de vendas

Apesar de muitos empreendedores acharem que investir no atacarejo não seja um bom negócio, simplesmente por conta dos preços de oferta serem mais baixos que nas versões atacado e varejo, isso só mostra o seu nível de desconhecimento acerca dessa forma de negócio.

Na verdade, tudo se trata de uma questão de compensação. Embora no atacarejo os preços sejam mais baixos, até mesmo para tornar essa modalidade de oferta mais competitiva, isso acaba gerando um volume maior de vendas para a empresa, o que a faz lucrar mais no ticket médio.

  • Menor variedade de produtos

Como a ideia base do atacarejo é a quantidade e não a variedade de produtos, até mesmo porque nesse caso as vendas, para compensar, são feitas em grandes lotes, não há a necessidade de contar com uma variedade de produtos.

  • Diversificação dos preços

Outro ponto que torna o atacarejo uma opção diferenciada das demais, é que nessa rede os preços são estipulados considerando grupo de consumidores diferentes. Ou seja, existem dois preços, sendo um mais barato para quem compra no atacado (grande quantidade). E outro para quem compra a varejo (menor quantidade). Apesar disso, ambos os valores sempre compensam no final, principalmente se você fizer uma pesquisa e comparar os preços de oferta dessa rede com as demais que existem no mercado.

Conclusão

Podemos dizer que o Atacarejo é uma das ótimas sacadas que o comércio teve durante a última crise.

Isto porque continuou a manter o seu público de sempre, os pequenos e médios comerciantes. E conseguiu atrair também outro tipo de consumidor, o individual/ familiar.

Porém, cada família deve analisar se esta modalidade de compra é a sua melhor opção de compras.

Talvez, em se tratando de uma despesa mensal ou grande número de membros, ele seja o melhor local. Isto porque também oferece a estes a vantagem de comprar em grandes quantidades. E com um preço menor do que os encontrados em mercados ou supermercados comuns.

Já no caso de famílias pequenas ou aqueles que costumam fazer compras semanais, é interessante pensar duas vezes.

Nós recomendamos que se faça uma pesquisa prévia que compare o total de compra de varejo no atacarejo e em mercados próximos a sua residência. Pois talvez na prática a diferença não seja tão grande.

Gostou do artigo? Então aproveite para ler também o nosso post sobre o impacto do sistema de gestão para os logistas!

Artigos que você pode se interessar