Ferramentas que simplificam o nosso dia a dia, otimizam nosso tempo e trazem mais lucro para o negócio são sempre bem vindas, não é mesmo?

E o gateway de pagamento é uma delas! 

Continue acompanhando o texto que preparamos e entenda tudo sobre o assunto!

Gateway de pagamento: o que é?

Se você já ouviu falar no nome, mas não sabe o que é gateway de pagamento, vamos te explicar!

É muito comum ouvir reclamações e ler relatos de insatisfação na internet com os sistemas de pagamento, principalmente por conta das altas taxas cobradas ou pela falta de suporte ao vendedor.

No outro lado da moeda, um dos maiores empecilhos que os clientes encontram e os fazem desistir da compra é a dificuldade em realizar o pagamento, com obstáculos que não agregam em nada na percepção positiva que ele terá com a marca.

Outro dado importante a ser levantado é que a pandemia somente acelerou as transformações digitais que já estavam para acontecer: em 2020 o faturamento do e-commerce – compra e venda de produtos pela internet – cresceu 41%, com mais de 194 milhões de pedidos feitos por consumidores brasileiros, segundo dados do estudo Webshoppers (Ebit/Nielsen & Bexs Banco).

E pensando sempre em oferecer a melhor experiência ao cliente, o que consequentemente culmina em lucros para os lojistas, surgiu o gateway de pagamento, uma tecnologia de pagamento digital que interliga o consumidor, o banco e a operadora de cartão de crédito, sem burocracia!

Portanto, se você ainda não está pensando em como proporcionar a melhor experiência ao cliente e converter mais vendas, é hora de se mexer!

Como funciona o gateway de pagamento?

O gateway de pagamento online funciona da seguinte maneira: ao encerrar a compra, será disponibilizado um ambiente do site para que o cliente realize a transação, seja ela via cartão de crédito, débito, boleto ou transferências bancárias.

A partir daí onde ocorrerá a captura dos dados e a transmissão à operadora, tudo isso de forma rápida, sem sair da página, e claro, com a segurança necessária para você e para o seu cliente.

Além disso, a ferramenta também é responsável por gerar um comprovante para entrega dos produtos.

Se ainda não ficou claro, imagine uma maquininha de cartão, porém de forma remota. O gateway coletará as informações e fará o contato com a operadora de cartão, checando se não há nenhuma restrição quanto a compra.

Ou seja, o lojista não precisará integrar a diversas operadoras e bancos, já que tudo acontecerá em um mesmo lugar. 

Por sua vez, isso garantirá uma excelente experiência de compra ao cliente, com um checkout facilitado. 

Gateway de pagamento: confira outros benefícios

Além de facilitar todo o processo de conexão com bancos e operadoras, os gateways também contam com diversos outros benefícios:

  • Oferecem diversas opções de pagamento (muitos já estão oferecendo até mesmo o PIX);
  • A cobrança ao vendedor é feita de acordo com o volume de vendas;
  • Oferecem opções para a recuperação de carrinhos abandonados – quando o cliente não finaliza a compra. O primeiro é a retentativa, quando o pagamento não dá certo e ele oferece uma nova opção, e o segundo o link de checkout, configurando o disparo de um e-mail marketing para que o cliente conclua a compra.

Gateway de pagamento ou intermediador: qual a diferença?

Após entender o que é um gateway de pagamento, é muito comum que role uma confusão entre essa ferramenta e os chamados intermediadores de pagamento.

A grande diferença é que, enquanto no gateway o vendedor faz contratos diretos com as instituições bancárias e adquirentes, sendo possível negociar taxas, o intermediador cobra taxas fixas por vendas realizadas através de sua plataforma.

Portanto, é necessário colocar na ponta do lápis e ver o que mais vale a pena para você.

Qual o melhor gateway de pagamento?

Se você se interessou pelo assunto, deve estar se perguntando quais são os melhores gateway de pagamento. Mas antes de poder dizer qual a melhor opção,  é necessário entender quais as suas necessidades como vendedor na hora de escolher aquele para chamar de seu. 

Nossa dica é não ir somente pelo gateway de pagamento mais barato, e sim entender algumas questões:

  • Se ele oferece um bom suporte diante de eventuais problemas;
  • Se ele é seguro (tanto para você, como para o seu cliente);
  • Se é compatível com a plataforma de loja virtual que você utiliza para anunciar seus produtos;
  • Se ele tem uma boa reputação na internet – ou seja, se outras lojas que utilizam esse serviço o recomendam, pesquisando por uma comparação de gateways de pagamento, dentre outras questões.

Afinal, o que pode ser bom para uma pessoa, pode não ser aquilo que você necessita. 

Portanto, responder essas perguntinhas é fundamental para garantir o sucesso do uso da ferramenta. 

Hoje em dia, os mais utilizados são os gateway de pagamento Iugu, PagSeguro, PayPal e o Moip.

E seu negócio, já está presente no digital?

Os marketplaces e os e-commerces estão bombando, e nada melhor do que contar com um Hub integrador para fazer suas tarefas de maneira muito mais eficiente, simplificando os processos e aumentando ainda mais a sua performance e seus lucros.

Conheça o Lexos Hub,o próximo passo após decidir o gateway de pagamento

Com o Lexos Hub é possível vender nos principais marketplaces e também na sua loja virtual, controlando tudo numa única plataforma. 

O integrador conta com ferramentas para acelerar a expedição de pedidos e dar conta da gestão de anúncios em múltiplos canais. 

Gerencie todos os produtos e pedidos em um único lugar, publique anúncios em massa para os principais marketplaces, emita suas NFes sem precisar de nem 1 clique e reduza seu tempo de expedição em até 5 vezes! 

Acompanhe sua expedição a qualquer hora e visualize facilmente o canal em que está vendendo mais, além de ter relatórios de lucratividade com faturamento líquido e bruto, custo do produto, frete, taxas dos marketplaces, dentre outros.

Ficou interessado (a)? Clique aqui e acesse por 7 dias grátis!

Teste grátis por 7 dias

Artigos que você pode se interessar