O fluxo de caixa é um recurso de controle financeiro que registra todas as entradas e saídas de dinheiro que acontecem na empresa em um determinado período. Ele é fundamental para organizar as movimentações de capital do empreendimento, facilitando o controle, a tomada de decisões e a administração das finanças.

Você pode utilizar diversas estratégias para usar essa ferramenta de forma benéfica para a sua organização. Ficou interessado em saber como usar o fluxo de caixa a favor do seu negócio? Então, continue com a gente e entenda mais sobre o tema!

Qual a importância do fluxo de caixa para a empresa?

Manter as finanças nos trilhos não é uma tarefa fácil, não é mesmo? É preciso contar com as ferramentas certas para fazer uma boa gestão do capital. O fluxo de caixa é básico para a contabilidade do negócio. Nele, você registra todas as transações financeiras da organização.

Isso é muito importante para saber quanto de capital está disponível para a empresa, quanto será utilizado com custos e despesas e quais parcelas podem ser armazenadas ou utilizadas para outros fins. Além disso, dá para prever problemas com o capital e a partir daí, desenvolver estratégias para contornar as dificuldades.

Muitos negócios não sobrevivem pela falta de um controle adequado dos recursos financeiros. Com o fluxo de caixa organizado e feito com regularidade, você terá todas as informações necessárias para saber como conduzir as ações e decisões no negócio.

Como usar o fluxo de caixa a favor do seu negócio?

Nós listamos uma série de medidas que você pode realizar para usar o fluxo de caixa a favor do seu empreendimento. Acompanhe mais a seguir!

Tenha atenção com alguns itens básicos

Nós recomendamos que você registre todas as transações financeiras do empreendimento, mesmo as de valores mínimos, para que a contabilidade fique correta e não haja erros.

Além disso, é importante pensar a longo prazo, considerando os saldos calculados na realização de planejamentos e no desenvolvimento de estratégias para o enfrentamento e a prevenção de problemas.

O fluxo de caixa também deve ser realizado a partir de um período que você determina. Isso é importante para que você faça a escolha de um momento favorável para começá-lo, mas quanto mais cedo, melhor.

Faça o controle diariamente

Nós recomendamos que você faça o fluxo de caixa diariamente para garantir um controle mais efetivo. Com essa medida, os registros são feitos de forma regular, quando as ocorrências do dia estão bem recentes na memória. Você vai precisar dos documentos e comprovantes gerados durante as operações, mas qualquer especificidade em alguma transação vai ser lembrada com facilidade.

Além disso, esse processo demanda regularidade na sua realização. Quando damos um grande espaço entre as anotações das finanças, acumulamos uma série de operações para registrar, o que pode prejudicar a qualidade do trabalho. O nível de detalhamento da informação fica defasado.

Assim, você fica sobrecarregado e a realização do fluxo de caixa fica mais trabalhosa. Dessa forma, faça das anotações das movimentações financeiras uma prática diária.

Armazene documentos apropriados para a comprovação de informações

Para a realização de um bom fluxo de caixa, é importante que você tenha em mãos todos os comprovantes de transações financeiras, indicando formas de pagamento, taxas, prazos e adicionais. Isso permite ter mais organização nos seus processos.

Além disso, sempre pode ocorrer alguma situação em que é necessário comprovar alguma operação. Pode ser um cliente efetuando uma reclamação ou alguma cobrança indevida, por exemplo. Assim, você também evita dificuldades armazenando esses registros.

Categorize a origem das finanças

Não basta anotar qual foi o valor gasto ou recebido. É importante identificar qual a origem da movimentação financeira.

Quanto mais informações forem detalhadas, melhor para o negócio. Nas despesas, indique se a taxa paga é a conta de água, luz, aluguel. Nos recebimentos, aponte qual o número da parcela, nome do cliente, qual a operação realizada.

Esses detalhes são importantes para a realização do controle. Eles permitem que você identifique clientes inadimplentes e também que a empresa possa acompanhar qualquer desvio da meta que eventualmente possa aparecer.

Fique atento às transações de crédito

Quando a operação é realizada no crédito, é importante ter atenção redobrada. O ideal é anotar o recebimento apenas no dia da compensação, para não ficar contando com dinheiro antes da hora. Afinal, a inadimplência pode acontecer.

Qualquer venda que não foi recebida não deve ser anotada no fluxo de caixa, pois você só deve registrar quando o pagamento for depositado. Mas, de toda forma, guarde as documentações das operações a prazo, pois dali a um tempo, será necessário consultá-las.

O mesmo se aplica com os gastos que são no crédito. Só anote quando efetivamente pagar as parcelas.

Faça o fechamento do fluxo de caixa

Para fazer o fechamento do fluxo de caixa, você deve somar o total de receitas. Depois, separadamente, somar o montante de despesas. Em seguida, subtraia das receitas o valor das despesas.

O resultado é o seu saldo, que pode ser positivo, em caso de sobra de capital ou negativo, se houver falta de dinheiro.

O saldo inicial do dia seguinte é sempre o valor que resultou do fechamento do dia anterior. Faça isso sempre que realizar o registro do dia. É uma forma de acompanhar de perto como está o desempenho do negócio.

Aposte no potencial da tecnologia

O fluxo de caixa pode ser feito de forma manual, mas por esse meio, você não tem as vantagens que um recurso tecnológico pode te oferecer. Com uma boa planilha ou um software de gestão financeira, é possível realizar seus registros com praticidade e agilidade.

As ferramentas informatizadas permitem que os cálculos sejam realizados a partir de um simples clique, dispensando os procedimentos manuais e minimizando os riscos de erros.

Além disso, você pode colocar as informações em softwares seguros e confiáveis, que salvam os arquivos e não perdem os dados, caso haja algum dano no computador.

tecnologia pode tornar a sua contabilidade um processo mais simples de colocar em prática. Assim, a rotina de fazer o fluxo de caixa vai ser incorporada com facilidade ao cotidiano da corporação.

O fluxo de caixa é um excelente recurso para o controle do capital da organização. Nele, você registra todas as movimentações financeiras da empresa, fazendo um fechamento ao final do processo para encontrar o saldo das operações.

Neste post, mostramos para você como usar essa ferramenta a favor do seu negócio. Para obter bons resultados, é importante fazer os registros com regularidade, ter atenção com os detalhes do processo, armazenar documentos que comprovem as transações financeiras e contar com o apoio da tecnologia!

E então? Gostou das dicas que oferecemos sobre como usar o fluxo de caixa para ter melhores resultados no empreendimento? Confira também o nosso post sobre controle financeiro empresarial e fique expert no assunto!

Artigos que você pode se interessar