A Black Friday está chegando. Há poucos dias da data de vendas mais importante do e-commerce você pode estar se perguntando: será que vale a pena participar desta grande liquidação?

Aqui vão alguns motivos que podem te ajudar a tomar essa decisão:

    • Surfar a “onda de vendas” que começou com a pandemia.  Segundo pesquisa da ABComm, a estimativa é que as vendas nesta Black Friday cresçam até 77% em relação a 2019 e cheguem a R$ 6,9 bi. 
    • Aproveitar o 13º, auxílio emergencial e PIX dos seus clientes. Os meses de novembro e dezembro serão ainda mais aquecidos por conta de vários fatores. O 13º salário (que deve ser pago pelas empresas no máximo até dia 30 de novembro), as últimas parcelas do auxílio emergencial e o início do PIX no dia 16 de novembro.
    • O home office vai impulsionar ainda mais as vendas. Muitas empresas como Ambev, Johnson & Johnson e Microsoft já aderiram ao home office permanente. Por isso, gadgets, eletrônicos e até móveis para escritório em casa podem ter uma alta nas procuras no Google.
    • Vender depois da Black Friday. Segundo a ABComm, entre a quinta e a segunda-feira pós-Black Friday, o e-commerce cresceu 18% em relação ao mesmo período de 2018, chegando a R$ 3,45 bilhões em faturamento. 

Como aproveitar a Black Friday para vender mais?

Fazer a integração do seu e-commerce aos grandes marketplaces do mercado ajuda a aumentar o alcance da sua loja virtual. Isso porque esses sites já investiram milhares de reais em marketing e geração de tráfego para a Black Friday.

Mas será que vale a pena mesmo? Segundo o relatório Webshoppers, no primeiro semestre de 2020, 78% das vendas do e-commerce aconteceram por meio de marketplaces. Isso representa um crescimento de 56% sobre o mesmo período de 2019.

Aliás, no ano passado as três marcas mais lembradas por consumidores durante a Black Friday eram marketplaces. Segundo um levantamento da Blend New Research e Shopper Experience, Casas Bahia, Americanas e Magazine Luiza estavam no top 3 dessa lista.

Assista ao Webinar da Lexos: Tenha lucro vendendo por marketplace

B2W

A B2W é um dos marketplaces que mais vendem durante a Black Friday – em 2019 a plataforma registrou aumento de 24% de suas vendas, crescendo 19 vezes na comparação com dias comuns. 

Em 2018, a B2W viu seu sortimento aumentar em 70% na data. O marketplace estima que o fluxo tenha sido de dois bilhões de visitantes nos sites da Americanas.com, Submarino e Shoptime (50 milhões de visitantes únicos).

Para se ter uma ideia do tamanho do alcance dessas marcas e das oportunidades que elas representam, em 2019 os lojistas parceiros do B2W Marketplace venderam o equivalente a 53 dias durante a data! No total são quase dois meses de vendas em cem horas.

Fonte da imagem: Glassdoor

Vantagens de integrar sua loja à B2W 

  • Americanas.com, Submarino e Shoptime são muito acessados pelo público. Eles geram juntos mais de 610 milhões de pageviews por mês, contabilizando 59 milhões de visitantes únicos e 3,2 milhões de pedidos mensais.
  • A Americanas.com e o Submarino.com são as duas marcas mais lembradas pelo consumidor na Black Friday, segundo o Estadão
  • Americanas.com é vencedora do Prêmio Ebit como Loja Diamante Mais Querida. Além de TOP 5 Melhor Loja Diamante e o Submarino é considerada Melhor Loja Diamante (Diamante Laranja) e TOP 5 Melhor Loja Diamante.
  • Possui diversos serviços gratuitos para o lojista como o B2W Entrega, o B2W Fulfillment e soluções como a Direct (transportadora) e o B2WADS (anúncios patrocinados).
  • Possui o B2W fulfillment para acelerar ainda mais as entregas e aumentar o nível de serviço operacional

Como se Destacar no Buy Box da B2W

Amazon

Apesar de ter começado de forma tímida no Brasil (vendendo livros), a Amazon está investindo cada vez mais no nosso mercado.

Em janeiro deste ano, ao inaugurar o CD na Grande São Paulo, com 40 mil m² de área, a Amazon começou a expandir sua a gama de produtos oferecidos. 

Agora o marketplace mais famoso do mundo já comercializa itens diversos no Brasil, que vão de fraldas a ferramentas até seu produto mais famoso de inteligência artificial, a Alexa.

Mas, a Amazon é bastante cuidadosa com seus passos por aqui e não costuma divulgar resultados de venda na Black Friday.

Apesar disso, recentemente a empresa realizou o Prime Day, dia de ofertas exclusivas para assinantes da plataforma, no qual registrou, nas primeiras 24 horas, mais vendas que na Black Friday 2019. 

Entre as categorias mais vendidas no Prime Day estão casa e cozinha, ferramentas, bens de consumo, dispositivos da Amazon e itens de entretenimento e esportes, segundo a Infomoney

Fonte da imagem: TechTudo

Vantagens de integrar sua loja à Amazon

  • A Amazon é o maior player de varejo online do mundo e possui algumas facilidades que os demais não têm,. Por exemplo poder vender para o Canadá, Estados Unidos e México. A vantagem é poder gerenciar todas as vendas por meio de uma única conta. Não é necessário criar um perfil em cada plataforma, basta ter o plano profissional.
  • O pagamento é realizado quinzenalmente pela Amazon, por meio de um depósito na conta bancária informada no momento do cadastro. É possível acompanhar pelo site o valor e a data em que os depósitos serão realizados. Caso o cliente opte por fazer um pagamento parcelado, o vendedor recebe o valor integral, sem custo adicional independentemente do número de parcelas escolhidas pelo cliente.
  • Possui o Amazon fulfillment para acelerar ainda mais as entregas e aumentar o nível de serviço operacional.

Mercado Livre 

Em 2020, o plano do Mercado Livre é ter a maior Black Friday de sua história. E isso não será nem um pouco difícil de acontecer. Desde março o Mercado Livre registra uma média semanal 74% maior que a média semanal de vendas da BF 2019.

Mas o marketplace pretende acelerar ainda mais: além da entrega em 48 horas, o ML pretende elevar ainda mais o seu nível de serviço aproveitando que 75% de seus produtos já estão em centros de distribuição para fazer entregas também aos sábados e domingos e o tão famoso “same day delivery”.

Fonte da imagem: Exame

Vantagens de integrar sua loja ao Mercado Livre

  • O Mercado Livre é o marketplace com maior número de visitas na Black Friday, além de muito reconhecido, confiável e bem aceito no Brasil e em toda a América Latina.
  • Possui o Mercado Livre Fulfillment, opção que já virou a favorita dos consumidores na última BF registrando um aumento de 114% na comparação com as outras semanas
  • Em 2020, o Mercado Livre tem um orçamento de R$ 4 bilhões para investir em sua operação brasileira. Grande parte desse dinheiro será investido na malha logística, garante a empresa. 
  • Disponibilizou R$ 600 milhões em crédito para turbinar o capital de giro dos vendedores.
  • Possui o MercadoPago, o meio de pagamento que permite que os vendedores e os compradores tenham mais segurança e garantia na hora de comprar e vender produtos.

Magazine Luiza

O Magazine Luiza registrou R$28,6 bilhões em vendas nos primeiros nove meses do ano e já superou todo 2019, quando foram R$27,3 bilhões.

Nem televisores, nem celulares, o item com o maior número de vendas no Magazine Luiza foi o papel higiênico. A empresa vendeu 960 mil unidades do produto, nas lojas físicas e online, além de 400 mil pilhas e 50 mil kits de cerveja.

Em 2020 o Magalu afirma que tem estoques que somam R$ 5 bilhões em valor para a Black Friday. Além disso, no dia 1 de outubro a empresa lançou uma campanha com anúncio de produtos com preços de Black Friday todos os dias. Outra aposta do Magalu para a data é o cashback, em que os consumidores receberão parte do valor gasto nas ofertas oferecidas na conta do MagaluPay.

Fonte da imagem: Exame

Vantagens de integrar-se ao Magalu

  • No último balanço trimestral, o Magalu disse ter convertido 700 de suas 1.100 lojas em centros de distribuição, o que permitiu a entrega de 35% dos pedidos em até 24 horas. 
  • Grande visibilidade – 35 milhões de acessos mensais no marketplace
  • Atendimento personalizado e proximidade com o público
  • Certificação Ebit Diamante (sinônimo de reputação excelente)
  • Inovações constantes por meio do Luiza Labs, o laboratório de tecnologia da empresa
  • O Magalu detém outros e-commerces como Netshoes, Zattini, Época Cosméticos e Estante Virtual) o que aumenta ainda mais sua exposição
  • Possui o Programa Parceiro Magalu, uma plataforma digital de vendas grátis para ajudar autônomos, micro e pequenos varejistas a continuarem a vender durante o isolamento social e a crise do coronavírus.

Como integrar-se aos maiores marketplaces do Brasil com o Lexos ERP

Integrar-se aos maiores marketplaces do Brasil para vender mais na Black Friday é mais simples do que você imagina.

Além de ser um sistema ERP completo, com ferramentas simples e fáceis para:

  • Controle de estoque,
  • Controle de vendas
  • Cadastro de clientes
  • Gestão de compras
  • Frente de caixa
  • E muito mais!

O Lexos é um sistema capaz de integrar toda a operação da sua loja física diretamente aos marketplaces do Mercado Livre, B2W, Magalu e Amazon. No mercdo há mais de 12 anos o Lexos possui uma equipe de especialistas com o melhor atendimento do mercado.

Saiba mais como integrar-se aos marketplaces com Lexos ERP

Artigos que você pode se interessar